Olá! Seja bem vindo ao nosso site. 

 18 de Maio de 2024

A polícia está mobilizada na busca do suspeito do crime que chocou a população paranaense. Maria Cecilia Silva de Souza, uma criança de apenas 4 anos, desapareceu na sexta-feira, dia 12 de maio, e seu corpo foi encontrado no dia seguinte às margens do Rio do Corvo, no Paraná. O suspeito do crime é o próprio pai, que enviou mensagens e arquivos de áudio à mãe da criança, evidenciando os momentos de pânico e desespero vivenciados pela pequena vítima.

 

Desde a descoberta do trágico desfecho, o suspeito está foragido, e as autoridades policiais estão empenhadas em localizá-lo e levá-lo à justiça. Beatriz Silva Félix, mãe da criança, concedeu uma entrevista à RPC, onde relatou os acontecimentos angustiantes que culminaram na morte da criança.

 

A investigação revela que a menina desapareceu após uma visita ao pai, autorizada recentemente pela Justiça. No entanto, o pai se recusou a devolver a criança, dando início a um cenário de horror e tragédia. A polícia acredita que Nadiro da Silva de Souza, pai de Maria Cecilia, cometeu o crime por motivos de vingança, já que não aceitava o término do relacionamento com Beatriz Silva Félix. O casal já estava separado há dois anos, após um relacionamento marcado pela violência que durou quatro anos.

 

Os indícios de asfixia encontrados no corpo da criança confirmam a brutalidade do crime. Além das mensagens de texto perturbadoras, o suspeito também enviou áudios onde era possível ouvir o choro e os gritos desesperados de Maria Cecilia, intensificando a angústia da mãe.

 

Em uma das mensagens, lia-se: "Já está morta". Em outra mensagem, o homem afirmou: "Nunca mais vai vê-la".

 

Além das mensagens de texto, Nadiro também enviou áudios da menina chorando e gritando, de acordo com a mãe.

 

Enquanto as autoridades seguem em busca do suspeito, a polícia faz um apelo à população, solicitando qualquer informação que possa auxiliar na localização do indivíduo. Samuel Souto Ribeiro, responsável pelo caso, ressalta a importância da colaboração da comunidade nesse momento difícil.

 

A sociedade se mantém consternada diante dessa tragédia e clama por justiça. A perda prematura de Maria Cecilia Silva de Souza reforça a necessidade de medidas efetivas de proteção às vítimas de violência doméstica e ações que possam evitar futuros episódios tão trágicos como este.

 

 

 

 

 

 

Com informações MSN/Notícias ao minuto

 

 

 

 

Últimas Notícias

Vídeo - Canal Livre

Clima / Tempo

Colunistas

Dicas das Estradas

Destaques

 

Parceiros do PDN