Olá! Seja bem vindo ao nosso site. 

 17 de Agosto de 2018

Beijing/China: A China pediu na quinta-feira que os Estados Unidos parem de superdimensionar o Mar do Sul da China, após o secretário de Defesa James Mattis afirmar que Washington continuará a confrontá-la sobre a militarização das ilhas nelas localizadas.

 

"Algumas pessoas dos EUA superdimensionar a militarização no Mar do Sul da China é tão absurdo como um ladrão gritar 'pega ladrão'", declarou Hua Chunying, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, em uma coletiva de imprensa diária.

 

Ela disse que as forças militares enviadas pelos EUA excedem de forma significativa ao total da China e outros países litorâneos no Mar do Sul da China.

 

"A China não é o primeiro país ou o país que utiliza a maior quantidade de armas no Mar do Sul da China, nem é o país mais ativo militarmente na região. Então, quem está promovendo a 'militarização' no Mar do Sul da China? A resposta é bem clara."

 

Ela disse que é legítimo e justificado que a China estacione instalações de defesa nacionais necessárias e limitadas em suas próprias ilhas e recifes, já que está exercendo seu direito de autodefesa conforme a lei internacional.

 

"A China adota uma política de defesa nacional de natureza defensiva, e não atacaremos outros a menos que sejamos atacados."

 

Ela pediu que os Estados Unidos abandonem a propagação sem sentido e façam mais coisas conducentes à confiança mútua, cooperação e paz e estabilidade regionais.

 

Em resposta à medida de renomear o Comando do Pacífico em Comando Indo-Pacífico dos EUA, Hua pediu que esse país aja responsavelmente na Ásia-Pacífico, não importando o nome , e desempenhe um papel construtivo pra a paz e a estabilidade regionais.

 

Hua Chunying, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores. Foto/Reprodução

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*Com informações da Agência Xinhua/Redação IOL

Últimas Notícias

TV IOL- Canal Livre

Divirta-se

MONTE O MAPA DO BRASIL

Colunistas

Destaques






Previsão do Tempo

Dicas das Estradas

Parceiros do IOL