Olá! Seja bem vindo ao nosso site. 

 19 de Junho de 2018

Goyang, Coreia do Sul: Sob o holofote mundial, o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, e o mais alto líder da República Popular Democrática da Coreia (RPDC), Kim Jong Un, se reuniram no vilarejo fronteiriço de Panmunjom nesta sexta-feira (27) na esperança de iniciar uma era de paz na península.

 

A terceira cúpula intercoreana acontece 11 anos depois da última, em um momento de aquecimento dos laços entre as duas partes após iniciativas tanto de Seul e Pyongyang quanto de outras partes relacionadas à questão nuclear da Península Coreana.

 

As primeiras duas cúpulas deste tipo aconteceram em Pyongyang em 2000 e 2007.

 

Na manhã desta sexta-feira, o cortejo de automóveis de Moon chegou ao lado sul-coreano de Panmunjom aproximadamente 30 minutos antes da chegada marcada de Kim, às 09h30, hora local (00h30 GMT).

 

Kim chegou ao lado de Panmunjom que faz parte da RPDC em torno da hora prevista e caminhou através da linha de demarcação militar (LDM) que divide o vilarejo fronteiriço.

 

Os líderes conversaram e deram um longo aperto de mão ao lado de uma placa baixa de cimento que marca a fronteira terrestre entre as duas Coreias.

 

Kim caminhou através da LDM para o lado sul-coreano, se tornando o primeiro líder da RPDC a entrar em terra sul-coreana depois do fim da Guerra da Coreia 1950-1953.

 

Eles fizeram pose para a mídia voltados para ambos os lados da LDM e Kim convidou Moon para cruzar brevemente a fronteira para o lado da RPDC. O episódio recebeu aplausos das pessoas no local.

 

Os líderes retornaram ao lado sul-coreano de Panmunjom apertando as mãos um do outro.

 

Escoltados ao longo de um tapete vermelho por um guarda de honra tradicional sul-coreano, eles caminharam para uma praça localizada entre a Casa da Liberdade e a Casa da Paz, o palco da cúpula histórica.

 

Moon e Kim inspecionaram a guarda de honra. Depois, saudaram os representantes oficiais de ambos os lados que os acompanhavam.

 

Kim caminhou para dentro da Casa da Paz e assinou um livro de visitas na recepção. "Uma nova história começa agora - no ponto de partida de uma era de paz", escreveu ele.

 

Os dois líderes tiraram uma foto comemorativa no andar térreo da Casa da Paz e depois foram para o segundo andar para uma conversa formal.

 

"No momento em que o presidente Kim cruzou a Linha de Demarcação Militar, Panmunjom se tornou um símbolo de paz, não um símbolo de divisão", disse Moon antes de suas conversas.

 

Depois das conversas formais, Kim retornou ao lado da RPDC de Panmunjom para o almoço. A segunda rodada de conversas formais entre eles acontecerá esta tarde.

 

A cúpula ocorre depois que as relações entre Seul e Pyongyang deram uma virada para melhor no começo deste ano, especialmente na época dos Jogos Olímpicos de Inverno de PyeongChang, no leste da Coreia do Sul.

 

Os dois líderes devem discutir a desnuclearização e a transformação de seu acordo de trégua em um regime de paz.

 

De 25 a 28 de março, Kim visitou Beijing e conversou com o presidente chinês, Xi Jinping.

 

A cúpula desta sexta-feira será seguida por uma reunião entre Kim e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em maio ou no início de junho.

 

Presidente sul-coreano, Moon Jae-in, e o mais alto líder da República Popular Democrática da Coreia (RPDC), Kim Jong Un.Fotos/Reprodução Shinhua

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*Com informações Shinhua/Redação IOL

Últimas Notícias

TV IOL - Vídeos

O ES tem muitos encantos e amores - Confira!

Colunistas


Destaques







 


Previsão do Tempo

Dicas das Estradas

Parceiros do IOL