Olá! Seja bem vindo ao nosso site. 

 23 de Outubro de 2018

Moscou: Como prometido, o governo russo anunciou no sábado (17) a expulsão de 23 diplomatas britânicos e ameaçou tomar novas medidas em retaliação a crescente disputa diplomática iniciada entre os dois países após o envenenamento de um ex-espião russo no Reino Unido. Os diplomatas tem uma semana para deixar o país.

 

Em comunicado, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia também informa o fechamento do British Council, uma organização governamental para cooperação cultural e científica e o fim de um acordo para reabrir o Consulado Britânico em São Petersburgo.

 

O anúncio segue a decisão do governo britânico, que nesta semana expulsou 23 diplomatas russos do país alegando que a Rússia não estava cooperando nas investigações do ataque em 4 de março com um agente químico contra o ex-espião Sergei Skripal e sua filha Yulia. Os dois permanecem internados em estado grave.

 

O secretário de Relações Exteriores do Reino Unido acusa o presidente russo Vladimir Putin de ter ordenado pessoalmente o envenenamento de Skripals.

 

No pronunciamento, o governo russo diz que poderá anunciar novas medidas caso os britânicos decidam tomar novos movimentos "hostil" contra a Rússia. O embaixador britânico Laurie Bristow foi chamado ao Ministério de Relações Exteriores nesta manhã para ser informado sobre as medidas.

 

 

Kremlin, em Moscou, sede do governo russo.Foto/Reprodução

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*Com informações Folha Vitória/Redação IOL

Últimas Notícias

TV IOL- Canal Livre

Divirta-se

Colunistas

Destaques






Previsão do Tempo

Dicas das Estradas

Parceiros do IOL