Olá! Seja bem vindo ao nosso site. 

 22 de Fevereiro de 2024

ALES: Entrou em vigor na última sexta-feira (23) lei que proíbe  escolas particulares de incluir na lista de material escolar itens como produtos de limpeza e de higiene pessoal, de uso coletivo e materiais de escritório. A medida consta na Lei 11.751/2022, promulgada pela Assembleia e publicada no Diário do Poder Legislativo na última sexta-feira.

 

A norma veda às instituições de ensino a cobrança  de  itens de uso comum ou os utilizados pelos funcionários do estabelecimento na lista de material escolar entregue aos pais ou responsáveis pelo aluno no início do ano letivo. A medida vale para estabelecimentos privados de ensino pré-escolar, fundamental, médio e superior.

 

A nova lei é fruto de proposta apresentada pelo deputado Gandini (Cidadania). Conforme o texto, as escolas também deverão especificar as quantidades de cada material solicitado na lista e a forma como cada objeto será utilizado em sala de aula.

 

Outra prática comum em unidades de ensino e vedada na lei é a indicação de estabelecimentos para compra de itens como livros, material e uniformes.

 

O descumprimento da medida estará sujeito às penalidades previstas na Lei 8.078/1990 (Código de Defesa do Consumidor).

 

 

 

 

 

 

Com informações Web Ales

Últimas Notícias

 

Vídeo - Canal Livre

Clima / Tempo

Colunistas

Dicas das Estradas

Destaques

 

Parceiros do PDN