Olá! Seja bem vindo ao nosso site. 

 19 de Junho de 2018

A greve dos caminhoneiros chega ao quinto dia e eles continuam a ocupar rodovias federais em vários pontos do Espírito Santo, na manhã desta sexta-feira (25).

 

Em algumas regiões, falta combustível nos postos de gasolina. Nos supermercados, a falta de produtos nas prateleiras também aparece como reflexo da greve.

 

A entrada de produtores nas Centrais de Abastecimento do Espírito Santo (Ceasa), na BR-262, em Cariacica, na Grande Vitória, está bloqueada desde a noite de quarta-feira (23). Produtos não entram e nem saem do local.

 

Na BR-262, em Viana, na Grande Vitória, local de maior concentração de manifestantes no estado, cerca de 600 caminhoneiros continuam na região. Eles afirmam que não aceitam as propostas do governo federal.

 

"A greve não acabou, a manifestação continua. Nós estamos aqui para reivindicar algumas coisas para a nossa categoria. O óleo, o pedágio, não tem condição de trabalhar. Lá não foi aprovado, quero dizer para a população que nós ficaremos aqui o tempo que for necessário. Temos que vir aqui para mudar. Vamos ficar aqui, as condições de trabalho são precárias", disse um dos caminhoneiros que está fazendo parte da manifestação.

 

Veja os principais reflexos da paralisação no estado:

 

Pontos bloqueados

 

(atualizados pela PRF às 8h desta sexta-feira. Bloqueio somente para caminhões)

 

BR-101

 

Km 137 - Linhares

Km 159 – Bebedouro, Linhares

Km 204 – João Neiva

Km 214 – trevo de acesso a Aracruz, Ibiraçu

Km 247 – posto Bruna, zona rural de Serra

Km 285 – Rodovia do Contorno, em Cariacica

Km 304 – trevo com a BR-262, em Viana

Km 376 – Iconha

Km 414 – Safra, Itapemirim

 

BR-262

 

Km 45 - Marechal Floriano (inicialmente, protesto de populares)

Km 95 – Fazenda do Estado, Pedra Azul

Km 156 – Ibatiba

 

BR-259

 

Km 46 – Colatina

Km 51 – Colatina

Km 100 – Baixo Guandu

 

BR-447

 

Km 13,7 – trevo de acesso ao porto de Capuaba, em Vila Velha

 

Combustível

 

A manhã desta sexta-feira amanheceu com a maior parte dos postos de combustível fechados no estado. Durante toda a quinta (24), motoristas correram para abastecer e enfrentaram longas filas e preços mais altos.

 

Em Fundão, o abastecimento virou caso de polícia. O dono de um posto alterou o preço da gasolina nas bombas enquanto tinham clientes abastecendo. Ele alterou de R$ 4,34 para R$ 4,89. Os clientes reclamaram e disseram que o dono fez ameaças falando que tinha uma arma. A polícia foi chamada e o homem levado para prestar esclarecimentos. O preço da gasolina voltou para R$ 4,34 quando a polícia chegou.

 

Alimentos

 

Alimentos de consumo diário como hortaliças e carnes estão em falta em todo o estado. O presidente da Associação Capixaba de Supermercados, Hélio Schneider, explicou que o problema maior será o fim de semana.

 

"O problema maior foi a falta de produto. Infelizmente, são problemas pontuais que nós vimos, mas mantivemos preço normal. Sexta e sábado normalmente são dias de maior movimento nos supermercados", disse.

 

Transporte público

 

Os ônibus do Sistema Transcol vão circular normalmente na Grande Vitória nesta sexta-feira, segundo a GVBus, sindicato das empresas de ônibus.

 

Indústria

 

A Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) estima um prejuízo de R$ 200 milhões no setor em quatro dias de paralisação dos caminhoneiros.

 

"O setor industrial foi muito afetado. Diversas indústrias já tiveram suas atividades interrompidas, funcionários dispensados. Principalmente, indústrias que dependem de agricultura, e as que dependem de matérias primas externas, vindas de outros, já estão paralisadas. A produção de ovos, frangos, produtos químicos, que dependem de produtos externos, tiveram suas atividades paralisadas", afirmou o vice-presidente da Findes, Raphael Cassaro.

 

Protesto na BR-262, em Viana, no Espírito Santo (Foto: Roberto Pratti/ TV Gazeta)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com informações/Fonte/G1-ES/Redação IOL

Últimas Notícias

TV IOL - Vídeos

O ES tem muitos encantos e amores - Confira!

Colunistas


Destaques







 


Previsão do Tempo

Dicas das Estradas

Parceiros do IOL