Olá! Seja bem vindo ao nosso site. 

 14 de Agosto de 2018

O número de embriões humanos produzidos pelas técnicas de fertilização in vitro criopreservados (congelados) nas clínicas de Reprodução Humana Assistida voltou a crescer em 2017 em relação ao ano anterior e obteve o registro de 78.216 embriões congelados, aumento de cerca de 17% da utilização dessa técnica no Brasil. As informações são referentes ao 11º Relatório do Sistema Nacional de Produção de Embriões (SisEmbrio), que faz uma radiografia dos serviços de reprodução humana assistida no país.

 

De acordo com o relatório, a Região Sudeste é a responsável por 65% dos 78.216 embriões congelados. A Região Sul tem 13%, a Nordeste, 12%,12%), a Centro-Oeste, 8% e a Norte, 2% finalizam a lista da distribuição, em porcentagem, de embriões criopreservados no ano de 2017.

 

Doação de embriões

 

Outro ponto de destaque do Relatório é que o total de embriões doados para pesquisa com células-tronco embrionárias no Brasil no período de 2008 a 2017 é de 1.363 embriões. Somente em 2017, o número registrado no Brasil foi de 122 embriões doados, que vieram de três estados: Rio Grande do Sul, com a doação de 95, Paraná, com a doação de 24 e São Paulo, com a doação de 3 embriões.

 

Esse tipo de doação está prevista na Lei 11.105/2005 que que autorizou a utilização de células-tronco embrionárias produzidas por fertilização in vitro que não foram utilizadas pela família. Segundo a lei, a doação para pesquisa é autorizada somente dos embriões considerados inviáveis ou aqueles congelados até março de 2005 e com mais de três anos de congelamento. Em qualquer um dos casos, é necessário o consentimento dos genitores.

 

A quantidade de serviços se refere ao número de Bancos de Células e Tecidos Germinativos- BCTGs que enviaram seus dados de produção ao SisEmbrio.

 

Reprodução assistida no Brasil

 

O Brasil tem 166 serviços de reprodução assistida cadastrados na Anvisa que fazem o trabalho de coleta de óvulos, inseminação do espermatozoide no óvulo e transferência do embrião para o útero. O atual relatório traz os dados atualizados de 146 serviços, os outros 20 não enviaram os dados até o prazo final e já foram notificados a se adequar.

 

Relatório SisEmbrio

 

O relatório produzido pela Anvisa traz números que servem de referência tanto para o trabalho de fiscalização das vigilâncias sanitárias como para as pessoas que desejam ter filhos e precisam desse tipo de serviço.

 

A Anvisa, em conjunto com as vigilâncias sanitárias locais, tem como perspectiva para este ano a realização de ações de fiscalização sanitária, de forma a reduzir os riscos à saúde e a promover a melhoria da qualidade do serviço ofertado à população.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*Redação IOL

Últimas Notícias

TV IOL- Canal Livre

Divirta-se

MONTE O MAPA DO BRASIL

Colunistas

Destaques






Previsão do Tempo

Dicas das Estradas

Parceiros do IOL