Olá! Seja bem vindo ao nosso site. 

 19 de Fevereiro de 2019

A articulação com partidos da direita, centro e esquerda garantiu ao deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) a presidência da Câmara pela terceira vez. O parlamentar comandará os trabalhos na Casa pelos próximos dois anos. Ele teve 334 votos e venceu o pleito em primeiro turno. 

 

Após o resultado, Maia agradeceu o apoio de familiares, aliados e adversários. "Tive a oportunidade conhecer os que estão chegando. Teremos muitos desafios. A Casa precisa de modernização. Precisamos comandar as reformas pactuadas junto com governadores e prefeitos de todos partidos."

 

Seu principal adversário nesta disputada, Fábio Ramalho (MDB-MG) teve apenas 66 votos. Ele derrotou ainda Ricardo Barros (PP-PR) que teve apenas 4 votos, Marcel Van Hattem (NOVO-RS) ficou com 23, Marcelo Freixo (PSOL-RJ) com 50, JHC (PSB-AL) com 30 e General Peternelli (PSL-SP) com 2.

 

Maia teve o apoio formal dos dois principais blocos formados na Câmara nesta sexta. A maior divisão, encabeçada pelo PSL, de Jair Bolsonaro, com PP, PSD, MDB, PR, PRB, DEM, PSDB, PTB, PSC E PMN, com 301 parlamentares e também a divisão com PDT, PODE, SD, PCdoB, PATRI, PPS, PROS, AVANTE, PV e DC, com 105 deputados.

 

Os dois blocos dominaram as titularidades na Mesa Diretora deixando o terceiro grupo, formado por PT, PSB, PSOL e Rede, com duas suplências. Maia chorou assim que soube do resultado e foi muito abraçado por seus colegas durante a comemoração.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*Com informações Estadão Conteúdo/Redação IOL

Últimas Notícias

TV IOL- Canal Livre

Divirta-se

Colunistas

Destaques

 

Previsão do Tempo

Dicas das Estradas

Parceiros do IOL