Olá! Seja bem vindo ao nosso site. 

 24 de Maio de 2019

Condenada a 39 anos de prisão pelo assassinato dos pais, a detenta Suzane von Ritchthofen deixou a penitenciária feminina de Tremembé, interior de São Paulo, na manhã desta quarta-feira, 8, para passar com familiares o Dia das Mães. 

 

O mesmo benefício foi concedido a outra presa famosa, Anna Carolina Jatobá, acusada da morte da enteada, a menina Isabella Nardoni. As duas saíram em horários diferentes, entre 8h e 9h da manhã, e devem retornar à prisão somente no dia 14.

 

O direito à saída temporária é previsto na Lei de Execuções Penais e, independentemente do crime cometido, exige que o preso tenha progredido para o regime semiaberto, após cumprir parte da pena, e preencha uma série de exigências, entre elas o bom comportamento. 

Suzane chegou a ser punida com a perda de três saídas por ter sido flagrada em uma festa de casamento, durante a 'saidinha' do Natal, em dezembro do ano passado, o que foi considerado falta grave.

 

A Defensoria Pública recorreu e o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) restabeleceu o direito dela. A 5.ª Câmara Criminal considerou que a simples presença em evento social, durante o dia, não infringe as normas para a concessão do benefício. 

 

A detenta deve passar o Dia das Mães com familiares do namorado, em Angatuba, no sudoeste paulista. Suzane está presa desde 2002 por ter tramado a morte dos pais, Manfred e Marísia von Richthofen.

 

Suzane von Ritchthofen, presa acusada do assassinato dos pais e  Anna Carolina Jatobá, presa acusada da morte da enteada, a menina Isabella Nardoni

 

 

 

 

 

 

 

*Redação IOL/Com informações Microsoft News/MSN

Últimas Notícias

TV IOL- Canal Livre

Divirta-se

Colunistas

Destaques

 

Previsão do Tempo

Dicas das Estradas

Parceiros do IOL