Olá! Seja bem vindo ao nosso site. 

 20 de Outubro de 2018

O deputado Theodorico Ferraço (DEM) fez duras críticas à operadora de telefonia Vivo durante a sessão ordinária da quarta-feira (07). De acordo com o parlamentar, a companhia não estaria cumprindo o acordo feito com o governo de construir torres telefônicas nas comunidades apontadas pelos deputados.

 

Segundo Ferraço, o acordo teria sido costurado após denúncias feitas pela CPI da Sonegação de Tributos de que a operadora deve quase R$ 500 milhões em impostos ao Estado. “A CPI fez um bom trabalho, é preciso que o governo não se curve e que os deputados não aceitem essa decisão”, afirmou.

 

O parlamentar explicou que as torres telefônicas fariam parte de um pacto da companhia para amortizar as suas dívidas e que o governo teria dividido as instalações em quatro lotes, e as mesmas seriam indicadas pelos deputados.

 

Mas, de acordo com Ferraço, a empresa vem se negando a colocar as torres em determinadas regiões apontadas pelos parlamentares, instalando as antenas somente nos locais que são comercialmente conveniente.

 

“Participamos de algumas reuniões à época, quase todos os deputados estiveram envolvidos. Ficou acordado que cada deputado teria direito a direcionar de duas a quatro torres em distritos apontados por cada um”, afirmou Ferraço.

 

O parlamentar finalizou o seu pronunciamento deixando claro que não abriria mão de fazer as suas indicações favoráveis ao povo, independente de que ele esteja a favor ou contra o governo.

 

Deputado Theodorico Ferraço (DEM).Fotro/Reprodução/Ellen Campanharo 

 

 

 

 

 

 

 

*Redação IOL/Web Ales

Últimas Notícias

TV IOL- Canal Livre

Divirta-se

Colunistas

Destaques






Previsão do Tempo

Dicas das Estradas

Parceiros do IOL