Olá! Seja bem vindo ao nosso site. 

 14 de Agosto de 2018

Cachoeiro: Com o tema “Tempo de Doar”, a 35ª edição da Feira da Bondade deste ano homenageia a idealizadora do evento, a ex-primeira-dama da cidade, Eloísa Valadão.

 

O evento acontece entre os dias 14 e 16 de setembro, no Parque de Exposições do Aeroporto e contará com grande número de entidades. A temática escolhida se refere ao conceito de doação pessoal em todos os sentidos. Tanto na entrega de algo material, como na dedicação do tempo a uma atividade para o bem ao próximo.

 

Considerada como um evento já tradicional do município, será lançado um selo comemorativo em sua abertura. Como em todas as edições, a feira tem apresentado um grande número de público e de instituições participantes. Para este ano, cinquenta entidades filantrópicas de Cachoeiro estão confirmadas, segundo a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes).

 

Durante os três dias de festa, os visitantes contarão com os estandes de gastronomia, artesanato e enfeites variados trazidos para comercialização pelos expositores, parque de diversões e shows. Toda renda arrecadada é revertida para a manutenção e ações das entidades participantes.

 

 Homenagens

 

A frente da organização, como é tradição da festa, a primeira-dama Keila Vetoraci sugeriu que Eloísa Valadão, ex primeira-dama, fosse homenageada nesta edição por ser a idealizadora da Feira da Bondade.

 

“Como a Feira da Bondade está no seu 35º aniversário, e por ser um número expressivo, lembramos de Dona Eloísa com carinho pela sua coragem e dedicação a este evento. Nos alegramos quando fomos conversar a respeito da homenagem e ela aceitou . Foram momentos agradáveis ouvindo suas experiências a frente da feira e suas ótimas memórias sobre o evento. É uma homenagem merecida e faremos uma linda festa para que ela se orgulhe", contou Keila.

 

Eloísa Valadão, com muita simplicidade, ficou muito satisfeita em saber da homenagem e disse não ser mérito só dela. Mencionou sobre quando surgiu a ideia, o motivo da feira e do início desafiador.

 

“A feira foi criada quase que como uma brincadeira. Em Vitória, eu visitava algumas nesse formato com barraquinhas e eu achava interessante. Pensei em fazer algo parecido aqui em Cachoeiro. Então queria um evento em que desse a oportunidade de muitas pessoas participarem e também as entidades, já que sozinhas, não conseguiriam organizar toda a estrutura necessária. Com o apoio da prefeitura, seria mais viável. No começo foi difícil, até que as entidades comprassem a ideia", contou.

 

A ex-primeira dama revelou, ainda, que foi até em estabelecimentos da cidade para pedir madeiras velhas para a montagem das barracas. Na primeira edição eram seis, no outro ano quatorze e esse número foi aumentando.

 

"O propósito sempre foi viabilizar a divulgação do trabalho desenvolvido pelas entidades assistenciais no município e aumentar o número de doações. E vejo que valeu a pena todo o esforço de cada envolvido para fazer acontecer toda essa grandeza que representa a festividade até os dias de hoje”, comenta Eloísa.

 

Osmar Rosa

 

Outro protagonista importante na realização da feira, o senhor Osmar Ribeiro Rosa, fundador e presidente do Grupo Beneficente Princesa do Sul, também receberá homenagem por ser um grande parceiro e colaborador na realização da feira.

 

Participante desde a primeira edição, recebeu do prefeito na Festa de Cachoeiro, neste ano, a comenda Newton Braga, por sua dedicação esforço na ajuda ao próximo. Com seus mais de 30 anos de existência, a entidade atendeu milhares de pessoas através de seu trabalho social desenvolvido em parceria com a comunidade e o município.

 

“Eu sou muito feliz pelo reconhecimento que a cidade tem nos dado. Estamos desde a primeira edição e a feira ajuda a mostrar um pouco sobre as entidades, na divulgação e também na arrecadação de donativos. É uma oportunidade de expormos como é feito o nosso trabalho e como repassamos as doações. As famílias que comparecem têm a intenção de ajudar, isso é muito bom. São muitas pessoas que necessitam de alimentos, roupas e até de algum tipo de atendimento. Com a mobilização de todos, ajudamos famílias de todo o sul do Estado”, disse Osmar.

 

 A secretária de Desenvolvimento social, Márcia Bezerra, citou a relevância da Feira da Bondade e sobre o reconhecimento aos homenageados.

 

“As instituições exercem um papel de assistência social à comunidade. Com o intuito de contribuir com os menos favorecidos, projetam em momentos como esse, o ato do amor ao próximo. Muitas vezes essas ações são pouco conhecidas e com a feira, são potencializadas. Vemos isso em exemplos de pessoas como a dona Eloísa e o senhor Osmar, que vêm ao longo dos anos, cada um com suas possibilidades, divulgando os resultados, as dificuldades e apresentando às pessoas, maneiras de colaboração para ampliação desse trabalho", comentou a secretária.

 

Definições

 

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Social, no dia 21 de agosto acontecerá a reunião para as definições finais, como por exemplo, a grade de programação do evento, a identidade visual, o sorteio dos estandes e a apresentação do cardápio de alimentação das instituições para comercialização. O encontro com os representantes das instituições e a organização acontece às 18h30, na escola Zilma Coelho Pinto.

 

A 35º Feira da Bondade é uma realização da prefeitura de Cachoeiro, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*Redação IOL

Últimas Notícias

TV IOL- Canal Livre

Divirta-se

MONTE O MAPA DO BRASIL

Colunistas

Destaques






Previsão do Tempo

Dicas das Estradas

Parceiros do IOL