Olá! Seja bem vindo ao nosso site. 

 22 de Julho de 2018

Igreja Maranata está sob rígida investigação no ES
O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), com apoio da Superintendência de Polícia Federal no ES, realizou, nesta terça-feira (12/03), uma ação visando prender preventivamente pessoas envolvidas na prática de crimes contra a administração da Justiça, em razão dos fortes indícios de coação direta e indireta por elas praticada contra testemunhas e autoridades responsáveis pelas investigações em face de alguns membros da cúpula da ICM no ES, em curso no âmbito do MPES, da Polícia Federal e do MPF.
 
As autoridades responsáveis pelas apurações verificaram que tais condutas foram levadas à efeito objetivando interesses dos investigados em obter situação favorável no âmbito das investigações, intimidando testemunhas e autoridades e dificultando o correto andamento dos trabalhos relativos à desarticulação de um grupo de pessoas, que aproveitando-se do bom nome da Igreja Cristã Maranata (ICM), vem praticando ilícitos, como por exemplo, estelionato, falsidades, tráfico de influência, desvio de erário, lavagem de dinheiro, dentre outros.
 
Com as prisões, a Justiça busca preservar a vida e incolumidade física e psíquica de testemunhas e autoridades Judiciais, do Ministério Público e da Polícia, todas envolvidas no caso, permitindo o curso livre e desembaraçado dos procedimentos e impedindo afrontas aos poderes constituídos, às leis e a Justiça.
 
A operação consistiu, ainda, no cumprimento de 07 mandados de busca e apreensão, sendo que todo o material arrecadado será analisado e os presos, juntamente com novas testemunhas, serão ouvidos pelo MPES nos próximos dias.
 
Cumpre destacar que, os trabalhos levados a efeito na presente Operação não tem como intenção macular a imagem da Igreja Cristã Maranata, ao contrário, respeita-se integralmente a liberdade de crença, direito constitucional de exercício ao culto religioso.
 
Outras informações poderão ser obtidas na entrevista coletiva que será concedida às 11:00h, no Auditório da Procuradoria-Geral de Justiça, na sede do MPES, situado na Rua Procurador Antônio Benedicto Amancio Pereira, 350, Ed. Promotor Edson Machado, Santa Helena, Vitória, bem como junto à Assessoria de Comunicação (ASCM) do Ministério Público Estadual, pelos telefones: (27) 3194-4800 e 3194-4801.
 
Fonte: MPES

Últimas Notícias

TV IOL- Canal Livre

Divirta-se

MONTE O MAPA DO BRASIL

Colunistas

Destaques






 


Previsão do Tempo

Dicas das Estradas

Parceiros do IOL